terça-feira, março 06, 2007

Casa das Rosas. Rascunho número dois. Tema: A máquina. De escrever.

José Paulo Andrade,
www.pbase.com/jandrade


e mesmo que passado o tempo
das folhas velhas das saudades findas,

eu grito, ainda:
quero de volta
minha Olivetti
1977!

eu preciso rasgar meu coração.




4 comentários:

F. Reoli- disse...

Sabe que sinto falta do tec tec das teclas, do cheiro da tinta e da sensação de força na ponta dos dedos??? Um texto atemporal, eu diria...
Beijos

caeiro disse...

texto bacana... diria que deve ser antigo, ou não tão recente, sei lá. nem te conheço pra falar isso. é por que gosto do jeito como pontua as coisas e esse tem outro padrão. mas, enfim, é muito bacana. abraços. caeiro.

eduardo disse...

lindo mesmo...

gdec disse...

Eia!
Avante!

gdec

 
Free counter and web stats