terça-feira, dezembro 12, 2006

Danaid, Auguste Rodin

O grande medo de Maria era descobrir que suas mais veementes negações eram, na verdade, a quase consciência de seus maiores desejos. Suas incuráveis paixões.

.

2 comentários:

comadrinha disse...

Nossa cumadi,
neste momento deixo de ser fã de Marisa: agora sou sua!
O medo, o desejo e a paixão ficam mais belos em seus versos.
besos

Anônimo disse...

Esse ficou psicanaliticamente falando, realmente muito bom! Bjos LU

 
Free counter and web stats