quarta-feira, outubro 03, 2007

em laboratório

Kalua K Krynska





do décimo segundo andar
confortável sala de veludo e vidro café da manhã
avistamos as vassouras agitadas
do edifício ao lado.
é domingo.
e
de repente
o amargo do café preto
escurece o laranja do suco de frutas colhidas
no interior do país
tropical.





.

8 comentários:

Ácido Poético disse...

Um beijo meu, sabor vitamina C tropical. Laranja

Brunø

caeiro disse...

adorei as imagens...bem construidas, originais. está entre os seus melhores.

Pipa Heliodora disse...

Marie! To inteira de novo!!!
Ressuscitei mas dessa vez acho que volto a ser a guerrilheira incendiária de antes.
Tenho umas coisas pra fazer por aqui e ia ser tão legal ter sua companhia!!!

Pipa disse...

Marie! Estou inteira outra vez!!!
Ressuscitei outra, agora acho que volto a ser a guerrilheira incendiária de antes, não a mulherzinha submissa e desgraçada que fui por uns tempos de vacas bem magrelas =.)
Tenho umas coisas pra fazer por aqui e ia ser TÃO legal ter sua companhia!!!

Angela disse...

Hoje todos os cafés do mundo tem creme e são felizes. Os sucos de laranja borbulham alegres e as vassouras são carregadas como estandartes onde se pode ler: felicidades menina! Que a vida te sorria o suficiente para não te deixar tôla pois felicidade em excesso emburrece e não te quero torta nem esburacada em sua criatividade exuberante.
Receba um bolo enorme, cheio de vida, recheado de venturas e muito amor. Um beijo, e espero que receba e-mail, pois mandei.

matilde mastrange disse...

minha querida, feliz aniversário!

viajante disse...

o amargo é toda visão de toda manhã aqui.

ainda bem que fecho os olhos...

descendo da viagem da paternidade do filho depois de descer da paternidade do pai. beijos

gdec disse...

Fui passar dez dias a Espanha e ao regressar visitei a sua casa, linda como sempre.
um abraço
Geraldes de Carvalho

 
Free counter and web stats