quinta-feira, julho 12, 2007

"que horas serão para lá desta fotografia?"


Cambridge, 2003



esta memória lâmina incansável


um cigarro
outro cigarro vai certamente acalmar-me
que sei eu sobre tempestades do sangues? e de água?
no fundo, só amo o lado escondido das ilhas
amanheço dolorosamente, escrevo aquilo que posso
estou imóvel, a luz atravessa-me como um sismo
hoje, vou correr à velocidade da minha solidão



Al Berto

.


.


.

3 comentários:

SANDRO ORNELLAS disse...

acho a seleção de foto e texto que faz tocantes.

Graça Carpes disse...

Que seja então... Veloz!
:)

Ana Maria Cordovil disse...

Instigante.

 
Free counter and web stats